Olhar Para Cristo: A Chave da Firmeza Espiritual

A Paz do Senhor, queridos leitores abençoados. Neste estudo bíblico para o blog Espaço da Sueli, mergulharemos profundamente no capítulo 12 de Hebreus, um trecho de extrema relevância no Novo Testamento. Neste capítulo, somos desafiados como cristãos a prosseguir em nossa jornada espiritual, persistindo na realização da vontade de Deus, sem ceder ao desânimo. O autor recorre à metáfora de uma corrida, que ilustra de maneira poderosa nossa jornada de fé.

No início de Hebreus 12, encontramos lições que vão fundo em nossa experiência cristã:

1.1 Na vida cristã temos uma meta clara

Paulo, em 1 Coríntios 9:26, compartilha sua perspectiva sobre a vida cristã ao afirmar: “Assim corro também eu, não sem meta; assim luto, não como desferindo golpes no ar…”. Essas palavras ressoam em nosso coração como um lembrete de que não somos peregrinos sem destino. Ao contrário, somos viajantes em uma jornada espiritual que nos levará a um alvo definido. A vida cristã é uma corrida que exige determinação e foco.

Deus, em Sua soberania, age sempre com um propósito em mente. Tudo o que Ele realiza tem um objetivo claro. Da mesma forma, à medida que prosseguimos em nossa jornada espiritual, nossa meta última é Cristo. Hebreus 12 nos revela que buscamos ser moldados à Sua semelhança e anelamos por Sua presença transformadora em nossas vidas.

É crucial que nos questionemos regularmente sobre nosso progresso espiritual. Estamos avançando em nossa caminhada de fé? Estamos nos aproximando de nossa meta espiritual? Estamos colhendo frutos em nossa jornada? Lembremos que, como alguém já disse com sabedoria, “para tirar o máximo proveito da vida, é preciso fazer dos objetivos de Deus os nossos objetivos”.

Neste estudo, aprofundaremos nossa compreensão sobre Hebreus 12, explorando ainda mais os ensinamentos e as verdades espirituais contidas neste capítulo inspirador. Continuemos juntos nessa jornada de fé, focados em Jesus, o Autor e Consumador da nossa fé.

1.2 Na vida cristã temos uma inspiração poderosa

No versículo 1 de Hebreus, somos contemplados com a seguinte afirmação: “…temos essa grande nuvem de testemunhas ao nosso redor…”. Essa passagem nos traz a ideia de uma nuvem invisível de testemunhas que desempenham um papel fundamental em nossa caminhada espiritual. Essas testemunhas são aquelas que deram testemunho de sua fé em Cristo e agora testemunham o desenrolar de nossa jornada.

Descubra por que manter o olhar em Cristo é essencial para sua jornada espiritual.
Imagem de Pexels

Mas quem são essas testemunhas? No capítulo 11 de Hebreus, encontramos uma lista impressionante de heróis e heroínas da fé que triunfaram em suas corridas espirituais. São nomes como Abel, Enoque, Noé, Abraão, José, Moisés, Raabe, e muitos outros. O denominador comum entre todos eles é a fé. O verso 39 do mesmo capítulo, na versão linguagem de Hoje, destaca: “porque creram, todas estas pessoas foram aprovadas por Deus…”.

A imagem que se forma em nossa mente é a de um atleta competindo em um estádio repleto de espectadores. À medida que ele acelera, a multidão o observa atentamente. No entanto, o aspecto fascinante dessa cena é que essa multidão que o observa é composta por aqueles que já triunfaram na mesma corrida. Assim, somos constantemente observados por testemunhas que já conquistaram a vitória na jornada em que nos encontramos.

Agora, considere o impacto disso. Um ator desempenharia seu papel com ainda mais fervor se soubesse que uma celebridade está entre os espectadores. Da mesma forma, um atleta se esforçaria ao máximo se tivesse a consciência de que está sendo observado por uma equipe renomada de atletas olímpicos.

Da mesma maneira, Hebreus nos revela que estamos correndo diante de uma plateia de observadores ilustres. Essa plateia é composta pelos grandes heróis da fé do Antigo Testamento, que agora nos observam atentamente. Conforme vemos no capítulo 11 de Hebreus, todos esses heróis foram vencedores em suas jornadas de fé, e eles torcem para que também vençamos em nossa corrida espiritual.

Portanto, encorajo você, meu irmão, a perseverar na busca pela vontade do Senhor, pois há uma plateia de campeões da fé que torce por seu sucesso. Assim como eles venceram por sua fidelidade ao Senhor, você e eu também podemos alcançar a vitória.

1.3 Na vida cristã, enfrentamos desafios a superar

O livro de Hebreus nos revela que, além de estarmos cercados por uma plateia de vencedores que nos inspiram, também enfrentamos obstáculos, representados pelos nossos próprios pecados.

Ninguém pode alcançar o sucesso quando está sobrecarregado por um fardo pesado. Ninguém ousaria escalar o Monte Everest enquanto carrega uma carga excessivamente pesada. Da mesma forma, na nossa jornada espiritual, devemos nos livrar do supérfluo e do desnecessário que podem nos impedir de cumprir a vontade de Deus. Cada um de nós precisa discernir o que é supérfluo em sua vida. Quanto ao pecado, assim que o reconhecemos, devemos abandoná-lo imediatamente, pois ele nos impede de progredir e crescer na fé.

Olhar Para Cristo: A Chave da Firmeza Espiritual

Uma ilustração esclarecedora nos mostra a importância de eliminar esses fardos desnecessários: Imagine um homem que caminha com dificuldade pela estrada, segurando uma pedra em uma mão e um tijolo na outra. Em suas costas, ele carrega um saco de terra, e vinhas penduram-se em volta de seu peito. Sobre sua cabeça, ele equilibra uma abóbora pesada.

No caminho, ele encontra um transeunte que pergunta: “Viajante, por que você carrega essa pedra tão grande?” O viajante responde: “É estranho, eu nunca tinha realmente notado que estava carregando isso.” Então, ele joga a pedra fora e imediatamente se sente aliviado. Outro passante pergunta: “Por que você carrega essa abóbora tão pesada?” O viajante percebe: “Estou contente que você tenha perguntado, eu não havia percebido o que estava fazendo comigo mesmo.” Ele descarta a abóbora e continua seu caminho com passos mais leves.

Um por um, os transeuntes alertam o viajante sobre suas cargas desnecessárias, e ele se desfaz delas. Finalmente, ele se torna um homem livre, caminhando com leveza. O verdadeiro problema não era a pedra, o tijolo ou a abóbora, mas a falta de consciência de sua existência. Uma vez que ele percebeu que eram cargas desnecessárias, se livrou delas e encontrou alívio. Muitas vezes, as pessoas carregam fardos semelhantes sem sequer perceber. É compreensível que estejam exaustas.

Na vida cristã, é essencial descartar aquilo que não serve a Deus: maus hábitos, prazeres mundanos, confissões de pecado e associações prejudiciais que nos impedem de avançar espiritualmente. Em muitos casos, precisaremos da ajuda de Cristo para nos libertar dessas amarras. Podemos orar ao Senhor: “Pai, ajude-me a abandonar tudo o que tem me impedido de progredir em minha jornada de fé.”

1.4 Na vida cristã, dispomos de um meio essencial para avançar

Esse meio é a perseverança inabalável. O texto nos exorta a “correr com perseverança”. Essa instrução se baseia na palavra grega “hypomone”, que descreve uma persistência que subjuga as circunstâncias, nos impulsionando a avançar inabalavelmente. Diante dos obstáculos, não nos acovardamos; frente às demoras, não nos desanimamos; diante dos desapontamentos, não perdemos a esperança. É a firmeza da perseverança que nos impede de retroceder até alcançarmos a vitória.

2) Hebreus 12:1,2 – Olhando Para Jesus: A Chave Para o Sucesso Espiritual

Hebreus 12:1,2 nos conduz por um caminho espiritual fundamental. Revela que em nossa jornada cristã, temos metas a conquistar, obstáculos a superar, e somos constantemente encorajados a manter a perseverança, não permitindo que o desânimo nos vença. No entanto, há uma condição crucial para alcançarmos o sucesso espiritual: direcionar nosso olhar para Cristo.

Olhar Para Cristo: A Chave da Firmeza Espiritual

Observemos o que Hebreus 12:2,3 nos ensina: “…olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, o qual, em troca da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra do trono de Deus. Considerai, pois, atentamente, aquele que suportou tamanha oposição dos pecadores contra si mesmo, para que não vos fatigueis, desmaiando em vossa alma.”

A expressão “olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé” deve ser compreendida como a atitude que nos orienta a desviar nosso olhar das tribulações e dos pecados, e fixá-lo em Cristo.

Na vida espiritual, há uma lei inegável: aquilo em que concentramos nossa atenção ganha poder sobre nós. Quando nos deixamos aprisionar pelas preocupações e dificuldades do dia a dia, nossa vida de fé perde sua alegria. É como quando Pedro, ao focar sua atenção nas ondas, vacilou e afundou (Mateus 14:30).

Direcionar nossos olhos para Jesus significa ancorar nossa fé na realidade do Deus invisível, olhando para o Invisível. Todos os membros da igreja de Jesus vivem da força do Cristo presente. O Espírito Santo nos chama, a cada tribulação e provação, a perceber que Jesus Cristo vive pessoalmente em nós.

Lembremos do que foi testemunhado em Mateus 17:8: “a ninguém viram, senão Jesus”. Esse é o cerne da nossa fé – a presença constante e poderosa de Cristo em nossas vidas, que nos capacita a perseverar e alcançar as metas espirituais estabelecidas diante de nós. Olhar para Jesus é o segredo para vencer as adversidades e não desfalecer em nossa jornada de fé.

3) Jesus: O Exemplo Supremo a Seguir

À medida que exploramos os versos 2 e 3 de Hebreus 12, descobrimos as razões profundas pelas quais devemos fixar nossos olhos em Cristo:

3.1 Ele é a fonte e o alicerce de nossa fé. “…autor e consumador da nossa fé…”

Jesus é o autor de nossa fé, a fonte de onde emana nossa fé. Em Efésios 2:8,9, aprendemos que a fé é um dom gracioso de Deus, não algo que conquistamos por nossos próprios méritos. Jesus também é o Consumador de nossa fé, dedicando-se ativamente ao nosso crescimento e aperfeiçoamento. Como Paulo nos recorda em Colossenses 2:10, “Em Cristo, vocês foram feitos completos.”

Olhar Para Cristo: A Chave da Firmeza Espiritual
Cropped shot of an unrecognizable man reading a book

Deus não deixa incompleta a obra graciosa que Ele começou em nós. O apóstolo Paulo enfatiza essa verdade ao afirmar: “Tenho plena confiança de que aquele que começou a boa obra em vocês, há de completá-la até o dia de Cristo Jesus” (Filipenses 1:6).

3.2 Devemos fixar nossos olhos em Cristo, pois Ele nos oferece o exemplo supremo de como enfrentar lutas e tribulações.

Hebreus 12:2 declara: “…ele, pela alegria que lhe fora proposta, suportou a cruz…”. Esse verso nos revela que Jesus suportou a cruz em troca da alegria que estava à sua frente. Ele poderia ter permanecido na glória com o Pai, desfrutando da paz eterna e da inexprimível alegria. No entanto, Jesus renunciou a tudo isso para nos redimir. Ele abandonou a glória celestial, tornou-se humano e enfrentou a cruz.

Assim, Jesus nos oferece um exemplo inigualável. Ele suportou a oposição e a resistência de um mundo corrupto sem se desviar das dificuldades, mas as venceu. Sua jornada se torna o caminho para Sua igreja seguir.

Diante do exemplo de Jesus, devemos nos questionar: como enfrentamos as dificuldades? Qual é nossa reação? Murmuramos, somos negativos ou extraímos lições valiosas de vida?

A Bíblia nos assegura em Romanos 5:3 que “a tribulação produz perseverança.” De acordo com um comentarista bíblico, a palavra traduzida como perseverança também pode ser entendida como “firmeza” ou “capacidade de permanecer firme diante das dificuldades”.

Portanto, meu amado, não devemos murmurar diante das lutas espirituais. Ao contrário, devemos entender que essas lutas estão moldando nossa firmeza e nos capacitando a perseverar e vencer as adversidades.

4) Conclusão: A Importância de Manter o Olhar em Cristo

Olhar para Cristo é a pedra angular para nossa firmeza espiritual. Muitas vezes, tenho testemunhado cristãos enfraquecerem e até abandonarem sua jornada espiritual quando desviam seu olhar de Cristo.

Olhar Para Cristo: A Chave da Firmeza Espiritual

É comum encontrarmos crentes desmotivados devido ao foco em fraquezas dos irmãos, problemas nas igrejas e falhas em seus líderes.

Vivemos numa era em que muitos cristãos estão perdendo sua identidade, deixando de ser a luz do mundo, e mergulhando na religiosidade e tradições vazias.

Se desejamos, como Paulo, “combater o bom combate, completar a corrida e guardar a fé”, devemos manter firmemente nossos olhos em Cristo.

Convidamos você a compartilhar suas reflexões, reações e experiências nos comentários, contribuindo para enriquecer nossa comunidade de fé. Juntos, continuemos a encorajar uns aos outros a permanecerem focados naquele que é o Autor e Consumador da nossa fé, nosso Senhor Jesus Cristo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima